Letra: Sérgio Napp
Música: Sérgio Souto

As vezes acordo com a boca seca 
à s vezes a chuva é repentina
 
à s vezes bate uma agonia lenta
 
à s vezes venta

e num instante o dia fica feio 
e num segundo o sol é de janeiro
 
e num minuto o coração desalenta
 
quase arrebenta

deixa que o amor estraçalhe 
que a paixão descarrilhe
 
que a palavra nunca atrapalhe

deixa que o coração chacoalhe 
que a manhã desembrulhe
 
que a canção nos agasalhe

quem disse que eu sei viver 
sem você

Intérprete – Ângela Jobim
Guitarra – Cláudio Vera Cruz
Cello – Celau Moreira

VIVER SEM VOCÊ
Classificado como: