Letra: Diorgem Júnior 
Música: Diorgem Júnior
 
Interpretação: Diorgem Júnior

Meus amo
Aqui de longe a sôdade
Dói no peito, ai, ai, ai
Meus amo
To com sôdade de ocê ó meus amo
Eu to carente do teu cheiro e teu sabó
Minha viola toca moda de sonha
“Pra modi ver os teus olhinhos brilhar”
To com sôdade de ocê ó meus amo
To com sôdade de ocê ó minha fulo
To com sôdade de ocê ó minha fulo
Enamorado, abestaiado é como esto
Repare não este meu jeito de dizê
É de mansinho que me achego a vancê
Minha viola esperançada anssim ponteia
Fazendo versos pr’esse amor que me arrudeia
Lá pra janeiro quando a sorte miorá
Volto ligeiro meu amor pra te busca.

Viola: Diorgem Júnior