TREM MAGIAR

Polca/Milonga Letra: Nilo Bairros de Brum Música: Mário Barros Intérprete: João de Almeida Neto É pua charrua. É lança que avança Varando a noite silente Fera ferida fugindo Na direção do poente O trem magiar vai passando Centopéia iluminada A

SEGREDO ANTIGO

Milonga Letra e Música: Adair de Freitas Intérprete: adair de Freitas Quando me abanco pra compor um verso, Penso, começo, mas não chego ao fim, Não é por vício, mas preciso um trago, Para tropear o verso que há em

PEQUENA CANÇÃO

Canção Letra: Dilan Camargo Música: Celso Bastos Intérprete: Victor Hugo Cultivo no meu peito Uma canção pequena Ponteando minha guitarra A minha irmã serena. No fundo desta terra Há uma raiz latina A força que ela tem Ela me ensina.

OFICINAS

Canção Letra: Sérgio Napp Música: Cesar Dorfmann e Luiz Carlos Borges Intérprete: Victor Hugo Nas oficinas do tempo se forjam dias e noites os teus sorrisos e afagos são minhas benfeitorias. Os versos são armadilhas e as rimas são suas

LUZ DEMAIS

Valsa Letra e Música: Cao Guimarães Intérprete: Beto Randazzo Sopra sobre a sombra o doce aroma da manhã morena linda, estrela, toma em tuas mãos minh’alma cadente e louca que tomba e sente que te ama tanto, tanto e o

DESTERRADOS

Milonga Letra: Luiz Coronel Música: Lenin Nuñes Intérprete: Lenin Nuñes De tanto deixar a vida Perder razão ou sentido Tu sentes as mãos vazias E o coração dividido Já não pões os pés no chão Nem aqueces a chaleira Não