Letra: Ivo Ladislau
Música: Carlos Catuípe
Intérpretes: Carlos Catuípe e Cléa Gomes

A Sabença litorânea, 
Brota da alma de sua gente:
 
Camarão é vazante
 
Roncador é na enchente
 
Pescador quer calmaria
 
E uma praia bem deserta:
 
A maré que enche e vaza,
 
Deixa a praia descoberta.
 
Um porongo de farinha,
 
Uma garrafa de melado
 
Pra que?
Pra estalar “os beiço”
Deixa o corpo açucarado…
Peixe de água “sargada”
Na água doce não vai se cria.,
E a corrida “dos peixe”
É pra “elis perfilha”
A Sabença litorânea
Tem sempre hora certa:
Rede que vai na ressolha,
É certo que volta repleta…

Baixo e vocal: Mario Gubert
Percussão: PC
Tambores de maçambique: Salgado e Mário Duleodato
Declamação: Romeu Weber
Violino: Ben-hur Benitz
Participação especial: Dança Casa dos Açores
 
Grupo Maçambique e Pérola Negra