Letra: Luciano Dellarth
Música: Zé Alexandre -
 
Rio de Janeiro
 
Interpretação: Zé Alexandre

Não sei se sou reticência
Ou se sou ponto final
Toda a ilusão criadora
Transformando um ser real
Bem longe da sua pele
Meu sabor é artificial
E longe da minha essência
Sou realidade virtual
Agora sou vestígio de sua
Sombra matinal
Um fóssil da sua história
Sou elementar cristal
Traduzindo sua origem
Num elo fundamental
Presa da memória
Vivendo num sopro passional
Quisera ser reticência
E também seu ponto final.

Violão de Nylon: Marcelo Lavrador 
Viola: Diorgem Júnior

RETICÊNCIA
Classificado como: