Letra: Dilan Camargo
Música: Celso Bastos
Intérprete: Victor Hugo

Não me digam
Que não há estradas
Basta olhar o horizonte
Não me guio por pisadas
Sigo a luz da minha fronte.

Não me digam
Que não há mais rios
Basta cheirar as vertentes.
A natureza no cio
Faz germinar as sementes.

Renascer, renascerá
Do homem tudo renasce
O canto vivo aqui está
Renascer, renascerá.

Não me digam
Que não há bandeiras
Basta acender a rebeldia
a vitória derradeira
Na mão guerreira se cria.

Nõ me digam
Que a vida é espanto
Basta sentir o amanhecer
À clara voz deste canto
Convida prá renascer.

RENASCER
Classificado como: