Letra e Música: Paulinho Pires
Intérprete: Paulinho Pires

Que perigo
Nos dias de hoje
Pra um vivente
Caído na rua;
Levam tudo
Guaiaca, bombacha,
Só deixam a POUPANÇA
Virada pra Lua.

Há um tipo
Que surge gritando
Prá iludir
A bondade do povo;
Galinha
Que canta mais alto,
Põe fora do ninho
E depois come o ovo

Eu conheço
Um peão já DESCALÇO,
Conhecido
Por descamisado;
Prometeram alpargata
E não deram,
Ficaram com os pilas
Do pobre coitado.

Santo antônio
Este sim é amigo,
Faz melado
E também rapadura;
Dá guarapa
Cachaça da boa
E é coisa gostosa
Viver na fartura.

Passa o trago DAÍ
Tio Chandico,
Que EU DAQUI,
Vou tenteando o soluço;
Quando caio
Me agarro na cerca
Mas nunca me encontram
Deitado de bruço

PROTEJEI-ME SANTO ANTÔNIO
Classificado como: