(Fernando Corona )
Intérprete: Fernando Corona
 
Porto Alegre – RS

Queria ser um copo d’água derramado sobre o mar
ou branca vela pra nunca mais parar de navegar.
Queria ser o som que sai da flauta
e anda com o vento
e quem sabe levar um pouco de alento
à gente que este vento faz sofrer.
Queria ser palavra tchê na boca dos amigos
especando fejto fogos de artifício,
celebrando a vida sem cansaço ou dor.
Queria ser o lápis colorido da menina
rabiscando todo tempo o papel,
queria ser o céu do desenho dela.

Queria ser cantor,
queria ser Pelé,
queria ser guri
e começar tudo de novo.
Eu amaria um pouco mais.

Queria ser a lágrima que nasce de teu olho lindo
pra brincar na ponta de teu nariz
ou me dissolver em tua boca.
Queria ser ao quarenta e cinco do segundo tempo
um grito de gol,
queria ser galera,
queria ser bandeira.
Queria ser a voz da mãe que acalma seu filho
queria levar este brilho até meus últimos dias
e nunca esquecer.
Queria ser dez segundos de teu perdão,
isto sim faria bem para meu coração,
isto sim seria redenção.

Queria ser cantor,
queria ser Pelé,
queria ser guri
e começar tudo de novo.
Eu amaria um pouco mais.

Teclados e Arranjo: Fernando Corona
Guitarra: Paulinho Fagundes
Baixo: Ricardo Baugarten
Bateria: Ricardo Arenhaldt
Harmônica: Felipe Lua

PRA COMEÇAR TUDO DE NOVO
Classificado como: