Nem tudo que eu penso é aquilo que a rouca boca me diz

Nem tudo que eu faço é arte que arde e me faz tão feliz.

 

O som teima e se queima nas chamas que o vento tirou pra dançar.

A gente sente e pressente tudo aquilo que um dia virá.

 

Eu me perco no começo compondo as razões do meu coração.

Sei que todo amor é santo e o pranto em silêncio traz inspiração.

 

Eu me perco e me acho juntando os pedaços, buscando alegria.

Tem dias que invade a noite e minha tristeza é a própria poesia.

 

Quando solto a minha voz, o vento carrega o destino.

Renasço a cada nota que falo e calo quando desafino.

 

Descobrir o sentido da vida é querer saber bem mais.

Encontrar o porquê dos porquês é estar muito além dos demais.

MUITO ALÉM
Classificado como: