Letra e Música: Haroldo de Souza Figueiredo
Intérprete: Tânia Maria

Da janela se vê o brilho da cidade
Os teus olhos nos meus são feito dois clarões
E a lua rasgando a vidraça
Deitando sem graça nos corpos no chão
Vai cobrindo de prata e paixão
O cansaço noturno de amar

Pouca luz sobre nés e um vento passageiro
Vai surgindo um desejo e um beijo e um avião

Deslizando no céu da vidraça
Aturdindo quem passa apressado pro show
Vai sumindo e eu no quartoem que estou
Não sei bem das notícias lá fora
Lá fora a cidade abraça o velho tempo
Há ladrões roubando sentimentos
Há mulheres vãs e naturais
Lá fora a cidade teima em ser vadia
Preparando sangue e poesia
Pras novas manchetes matinais

Um minuto e a cidade envolve a nostalgia
Um minuto e revolta a luta das manhãs
E avenida se faz afogada
Apertando calçadas abortando lições
Mil revistas e mil palavrões
Pelos becos e esquinas lá fora

Lá fora mil sapatos altos e fumaças
Mil jornais gritando pelas praças
Restos de uma noite casual
Lá fora antes que anoiteça o velho dia
Faz-se a festa e volta a fantasia
Pr’outra noite a vida inaugurar

Guitarra: Maurício Ribeiro
Bateria: James Wilton
Teclados: Toni Peterson
Sax Alto: Cilon Ramos
Baixo: Gilberto Almeida
Arranjo: Toni Peterson

 

NOTÍCIAS NOTURNAS
Classificado como: