(Dado Jaeger/Hércules Grecco)
Intérprete: Kako Xavier

São precários tetos
são casebres rotos
soltos à deriva
neste chão baldio.
Rema a gente mansa
por ruelas nuas
vidas encalhadas
coração vazio.

Sopra a dor da espera
já sem esperança
a criança é concha
desarmada espia
alma que se fecha
lágrima contida
pérola de fome
torturando o dia.

Corre a hora louca
morre a fala rouca
muda a pouca roupa
acena dos quintais.
Pelo vão das portas
passa o corpo torto
vai-se o tempo morto
que não volta mais

Mar do sul que vela
barco sem destino
carregando a gente
presa no arenal.
No espinhal de sonhos
acabou-se a isca
ninguém mais belisca
neste litoral.

Teclados: Dago Jaeger
Baixo: Costa Lima
Sax tenor: Luizinho Santos
Sax teno: Marcelo Ribeiro
Trompete: Joeginho do Trompete
Arranjo: Dado Jaeger

 

NAVEGANTES DO TEMPO LOUCO
Classificado como: