PORONGOS

Os personagens da história Trazem seus nomes nos livros Mas os anais da memória Nunca lembram os cativos Que fizeram trajetória Nos horizontes nativos.   Qual era o nome do negro Que foi trazido do Congo...

ALGUM LUGAR ALÉM DE NÓS

Sim... Eu sou o sonho que se estende além de mim Sou a canção que tendo início não tem fim Depois que nasce ninguém sabe aonde vai   Sim... Nunca saber qual o motivo por que eu vim Mas prosseguir sempre...

PORÇÕES DE TEMPO

Eu fiz um sonho para ela, Com cores de natureza morta Realidade paralela, Janela fingindo de Porta. 2X Na certa o ponto cego disso tá Nos símbolos que a gente guarda E não consegue mais efetuar Fica feito água...

A MESMA COR

SOLITÁRIA, NO GALPÃO, PARIU A NEGRA SOZINHA E NO SANGUE QUE A LEVOU CHORA SOLITA A NEGRINHA   Sem pai, sem mãe, sem arrimo, Foi crescendo a Deus dará Lindaça, flor de açucena, Olhos negros, boca larga,...

ENTRELINHAS

Traíram-me as entrelinhas de todos os meus poemas... Pois, nem mesmo eu sabia que a verdade se escondia nessas frestas tão pequenas. E, num gesto repetido, me pus a escrever assim: Entregando, a cada frase, o...

BESTIÁRIO DA SOMBRA

A morte é um lobo à espreita: imóvel, mudo e pulsante.   (No olho, o gelo põe cores de quem domina, distante.)   A morte é serpente rasa e nos vive - de pequenos -   destilando em nossas veias o...

MALABARISMO ÍNTIMO

Eu te adoro tanto que corro na rua, sapato e cabelo suado molhando na chuva e até acho bom Te espero enquanto disparo no tempo no passo que passa no vôo do meu pensamento no canto contente e fora do tom Parece...

LINHA DE FRONTEIRA

A linha da minha mão É uma picada escondida Chegada, passo e partida Em brumas de cerração. Há quem chame de destino Outros de linha da sorte Pra mim, linha de fronteira. Tatuada entre vida e morte. Me tocou...

DUAS ASAS

Amar é clave antes que seja o que na pauta ainda não foi nos compõe nascendo, nos deseja além de si...   E que venha em silêncio ou não: o que me sonha profundo e raso sem prazo e solto pra voar é bem...

PENSAROLANDO

Eu caminhante do mundo sou cria e rebento de verso e violão. E entre embaraços e acordes desato os enredos pelo sim, pelo não... E se o amor me gostar o amor é de quem tem deixa assim como está... Eu tenho...

O DOM DA ARTE

Tal qual os primeiros passos, Ia juntando pedaços Acerca daquele tema. Qual não fora o privilégio, Ver no mural do colégio Estampado o tal poema?! E vieram outros escritos, Nesse mistério infinito Que habita a...

MUITO ALÉM

Nem tudo que eu penso é aquilo que a rouca boca me diz Nem tudo que eu faço é arte que arde e me faz tão feliz.   O som teima e se queima nas chamas que o vento tirou pra dançar. A gente sente e pressente...

MORADA DO TEMPO ANTIGO

Um rancho longe da estrada que só aparece a cunheira, bem sombreado e guarnecido pela cuscada ovelheira, um banco antigo e comprido todo feito de madeira, pra acomodar as visitas junto à sombra da figueira....

ME CHAMO VERSO E CONFESSO

Me chamo verso e confesso Perdi-me em muitos rincões Ando na boca e nos sonhos Que acendem lua e fogões Vivo em estrada e galpões Conheço o campo e a cidade Se me despeço, a saudade Remalha em mil corações......

LITORÂNEO

Raiou a luz de uma primavera Pelas querências do nosso lugar, Nessa porfia de histórias tantas Há um verso novo para celebrar:   - Amigo, que ventos o trazem Nesse rancho simples de pescador? - Eu vim...

FOLHA EM BRANCO

Como se a vida fosse uma folha em branco que viraste agora E com tuas mãos, enfim, pudesses escrever uma nova história Tudo por fazer, o mundo ainda tão novo te pedindo a escrita A boca sussurrando a forma das...

DONA MENINA

Ganhei um chapéu de palha, feito por Dona Menina Que me protege do sol forte e também da chuva fina   É uma linda marisqueira, trançadeira que nem só Ensinou todas as filhas, da mais velha até a menor Vão...

CANTO DE FÉ

Pode entrar sem medo, a casa é tua Pode me dizer o que quiser Eu sou de lei, sou da rua E só canto o que me bem fizer Tenho os olhos cheios de esperança E um sorriso pronto pra se dar, se der Uma alegria que...

CÁ NA CIDADE

Daqui de cima, o sol nasce mais pertinho... E um passarinho corta o céu em liberdade Sem ter pousada nesta selva de concreto Pra anunciar outra manhã cá na cidade.   Daqui de cima, não se vê rio nem...

BUSCA

Hoje eu vou sair à rua Vou levar a alma nua É o que eu posso desnudar Procurar outra mulher Que andei aprisionando Vou seguir me procurando Nem que seja pra chorar   Vou levar a alma livre Como estou,Deus...

VINTE E DOIS ANOS

Vinte dois anos. Vinte e dois anos é muito pouco.   Uma bala, sem dó, fez o cara virar pó. Aliás, ele gostava do pó e voltou ao pó. Numa pedra escreveram seu nome. Para sempre... nunca mais. Terra, terra,...

SANTOS SOMOS NÓS

Santo sou eu que ando por aí por quase nada. Santo és tu que abraça sempre a parada e trocamos figuras que pensamos serem bonitas demais. Santos somos nós que sempre caminhamos lado a lado. Nos lambuzando no...

MILONGA MOURA

Um passado otomano, neste sul-americano... Português e castelhano! Nessas tendas da fronteira, telas de seda vermelha... E chibeiros mascateando!   A bombacha de riscado! Fundo negro salpicado Cor do pêlo...

JOÃO CÂNDIDO, ALMIRANTE NEGRO

O sangue jorrava das peles escuras Tingindo de rubro o convés das fragatas E o sal do suor queimava a amargura Das chagas abertas por fome e chibata   E o João que lutava pela liberdade Foi João, foi...

FAZ DESTE SAMBA UM AMIGO

  Rasga o céu da madrugada Estrela cadente, Vem pra noite abençoada Com seu jeito transparente, Vem trazer o teu recado Teu carisma, teu gingado. Faz deste samba um amigo!   Meu refúgio, meu abrigo,...

BALAINHO

“Quero ver maçacaia mexer, Pena no tambor repicar, A negrada cantando do topo do morro Até a beira do mar...”   Balainho atado... na perna com fé Vai marcando cantigas... batendo com os pé No bater do...

AS MÃOS DE UM MAGO

Quem pudesse decifrar as mãos de um mago Em não mais que um instante entenderia Todo o mistério que o mundo traz guardado Desde o segundo em que tudo principia Quem galopasse sobre o dorso desse dom Que faz da...

ARAGUAIA

Imerso em felicidade Meu ranchinho, era um regalo O canto da Seriema Chamando o canto dos galos Me acordavam na janela: Tem que tratar dos cavalos!   É dura a vida de um caboclo Tirando boi do Cerrado A...

APRENDIZAGEM

                   Se hoje o barco em que eu navego                    Já não teme singrar águas revoltas                    É porque as curvas misteriosas desse rio                    (que há tempos já não...

ALÉM DE NÓS

Eu quero ser teu cansaço e te guardar entre os braços quando o desejo tombar... Depois, dormir no teu colo.   Eu quero ser teu espelho tua loucura ou conselho... Dentro de ti, me deleito. Nos lembrando,...

TEUS OLHOS

Quem tem vício de andejar É dependente dos caminhos Traz a solidão de tiro E aprende as cruzar sozinho Bem na boca da noitinha Na hora em que o sol se amansa E o meu rosilho descansa Num pouso já combinado...