Letra: Cesar Matesich
Música: Talo Pereira
Intérprete: Eraci Rocha

Tomara que se tarde minha tarde
meu sol desça tranquilo e devagar
que eu rume pela noite sem alarde
e vá me amanhecer noutro lugar.

Tomara que me voltem aos sentidos
meus sonhos mais antigos e distantes
sorrisos, vozes, gestos e semblantes
que ficaram ausentes ou perdidos.

Tomara que meu último momento
me seja dos momentos mais amigos
e o que tenha de bom no pensamento
tenha a virtude de partir comigo.

Então me vou feliz e decidido
a descer com meu sol sobre o horizonte
sem mágoa, sem receio e convencido
de que vou renascer da própria morte!

Que vou na eternidade de um presente
quem sabe feito de meus bons outroras
tomar um mate com quem foi na frente
buscando a luz de todas as auroras.

MEU ÚLTIMO MOMENTO
Classificado como: