(Chico Saratt/ Rodrigo Bauerl)
Intérprete: Flávio Hanssenn
Ritmo: Milonga

Quando a milonga aparece 
O sonho pronto se acorda
 
A escuridão amanhece
 
E a vida nasce das cordas!

O sono foge do leito 
A alma rompe as amarras
 
E o coração sai do peito
Pra se esconder na guitarra!

O frio da noite me aquece
Quando o silêncio se alonga
Meu poncho a vida é quem tece
 
Cardando a lã das milongas!

Eu só me encontro perdido 
Quando a razão se desgarra
 
E o coração incontido
 
Vem transbordar na guitarra!

Mas quando a noite se acende
Trás a milonga de alento
E a solidão que me prende
Perde seu rumo no vento!

Quero as porteiras abertas 
Meu rastro nunca se agarra
 
E o coração se liberta
Dentre os confins da guitarra!

O tempo assim evapora
Meus prantos rios de lamento
 
Chovendo a mágoa pra fora
 
E que eu me salvo por dentro!

No meu ofício a milonga
Me faz formiga e cigarra
E a própria estrada prolonga
Meu coração na guitarra!

Flauta: Texo Cabral
Baixo: Ricardo Baugarten
Teclado: Vitor Peixoto
Guitarra: Edson Avila
Violãp: Erlon Peres
Bateria Juan Ferreira

MEU CORAÇÃO NA GUITARRA
Classificado como: