Todo mundo buscando
Na estrada o que é seu.
Eu não sou diferente
E quero o que é meu.
Na cidade, na esquina,
No espelho, sou eu.
Onde está sua voz
Que de mim se perdeu?

Mas eu nunca quis assim,
Só o tempo esqueceu,
A saudade envelheceu,
Vou de bem com a vida.

Toda a rua pergunta:
O que aconteceu?
Só vesti de palavras
O canto que é meu.
Pra que dar importância
O sonho venceu.
Confiei na esperança,
No que Deus me deu.

Só o tempo quis assim,
A saudade esqueceu,
E eu nunca envelheci,
To de bem com a vida.

Ah! Eu saio por ai cantando…
E conheço o meu lugar.
Ah! Ás vezes se tem pressa,
Ás vezes não…
Vou indo devagar.

DE BEM COM A VIDA
Classificado como: