(João Aluá/Edilson Dhio)
Intérprete: João Aluá

Não tem como fugir
de um amor assim
se entre pedras nasce flor
não se arranca a raiz.
O tempo fez maduro esse querer
me enrosco em você
na medida que me sinto mais feliz.
Dá desejo de ver seu olhar, cruzar o meu
 
de sentir seu sabor
 
de beber seu licor.
Parece que o tempo escorre e não tem fim
mas se tem quer assim
que vire um dilúvio
as águas que rolem desse amor
Não posso conter a vontade de ficar
sempre perto de você
lua cheia refletida sobre o mar.
Por mais que eu tente
não consigo resistir o desejo de sentir
o lampejo saboroso desse olhar.
Se escurece, seu lume é que traz
de novo a luz
seu desejo me conduz
por um labirinto a mais.
Vem me vê
me dá seu chamego.
Vem me vê
me chama de nêgo
Vem me vê
me dá seu carinho
nem que seja um tiquinho,
só pra atiçar.
Vem me vê meu amor
pois tô que não aguento mais
meus lábios precisam dos seus
o meu peito precisa de paz.

Teclados: Cacau
Baixo: André Salazar
Viola: Paulinho Machado
Percussão: Catuípe Júnior e Sorriso
Violão: João Aluá
Arranjo: João Aluá

 

CHAMEGO
Classificado como: