Letra: Vaine Darde 
Música: Cássio Ricardo
 
Interpretação: Renato Jr.

Nas noites tristes quando o céu solúvel
Derrama mágoas nos confins dos suis
Ainda assim eu tenho céus azuis
E estrelas raras num olhar sem nuvens…
Pois pouco importa que a amplidão se turve
Se nos teus olhos guardas toda a luz
Até nas noites quando se produz
O vento louco pra que o ipê se curve…
Teus olhos claros vão povoar taperas
Nos meus olhares feitos de sol posto
Por onde a aurora novos sois espera.
E quando o inverno vem impor desgosto
Nos olhos trazes tantas primaveras
Que nem parece que é o mês de agosto…

Teclado e Vocal: Nilton Jr. 
Teclado: Cristian Sperandir
 
Baixo: Leandro Mohamede
 
Guitarra e Vocal: Adriano Sperandir
 
Flauta e sax: Luizinho Santos

 

CÉUS AZUIS
Classificado como: