(Celso Bastos/Dilan Camargo)
Intérprete: Maria Helena Anversa

Nos campos nas verdes páginas
meu cavalo vai passar
ele tem as pata mágicas
passa sem tempo ou lugar.

Suas patas pisam fundo
na vertigens dos garrões
elas dividem o mundo
em suas quatros estações

Uma troteia no outono
outra negaça no inverno
uma galopa no sono,
outra corre um tempo eterno

Uma pinta a primavera
outra é raio de verão,
uma é coice de fera,
outra é carícia de mão.

Suas crinas, linhas das sinas.
Suas ventas, vozes de vento
cavalo fado do tempo
cavalo faro sedento.

Passa, passa meu cavalo
com essas patas da magia
uma varre o pensamento
outra acende a fantasia.

Teclado e Vocal: Dado Jaeger
Baixo: Costa Lima
Bateria e harmônica: Filipe Lua
Arranjo: Dado Jaeger

CAVALO MÁGICO
Classificado como: