Letra: Dilan Camargo
Música: Celso Bastos
Intérprete: Victor Hugo

Eu habitei os silêncios 
Vagando o mundo a escutar
Com a voz que vem dos ventos
Foi que aprendi a cantar.

Violeiro do entardecer
Pastor de estrelas perdidas
Dos longos de se perder
Cheguei de outras partidas.

A inspiração de meu canto
A própria vida me ensina
Mas como cantar e quanto
Vem dessa alma sulina.

Quem canta humaniza os gritos
Com notas do cotidiano
Desfaz o fado dos mitos
Faz a fala do que é humano.

Eu canto lutas e o amor

Teclados: Fernando Corona
Baixo: Everson Vargas
Bateria: Zé Montenegro
Guitarra: Edilson Ávila
Arranjo: Coletivo

ALMA SULINA
Classificado como: