Letra e música: Carlos Gomes
Intérprete: Ivânia Catarina

Nzambi até corou
Quando o “loirin” veio de lá
E achou estranha a cor
Quis ver negro se humilhar

O aldeão, sem um pio, reagiu
Rugiu de fera, um leão
Bantu de fé no seu deus, que era bom
Mas que não tinha canhão

Na terra do amor
Ganância do invasor
Semeou ódio e dor
Tentou calar o tambor

Aí o rei, sem saber o que fazer
Estendeu sua mão
E entregou, do africano sertão
O ouro de aluvião

eme, afrika, kalundu iami
maza ene abu ixi iami, ixi ietu
batula ni poko iê
jindandu ia mama” (1)

(1) = Tradução: 
“ Eu sou África e celebro meus ancestrais
mesmo que invasores sujem a nossa
á gua, a nossa terra e machuquem os
nossos entes queridos”

Violão e vocal: Carlos Gomes
Percussão: Eduardo Sueit e Ton Zé

 

AFRICANO SERTÃO
Classificado como: