Letra: Guilherme Suman e Thiago Suman 
Música: Adriano
 Sperandir e Cristian Sperandir 
Intérprete: Adriana
 Sperandir

O medo dobra a esquina,
Surpreendendo com seu fel…
A coragem desatina
E não cumpre o seu papel!

Pois veio afiando as garras,
(Saliva em presas caninas)
O valente se desgarra,
Quando o medo dobra a esquina!

Mas há quem o enfrente,
Desaforando o sortilégio!
Mas ter n’alma este valente,
É um raro privilegio!

Há quem sofra na ante-sala,
Sem nem sentir na espinha,
E morre antes do tempo
Na agonia que o definha!

Num ponteiro entre segundos,
É que a coragem tem sua vez;
Pois até na desistência,
Há um fio de honradez!

E a coragem fugitiva
Volta a nós de onde veio,
E se faz bem mais que viva,
Adestrando o nosso anseio!

Mesmo um passo vacilante,
Que nos deixa sobre o muro…
Na hora certa é luz na alma,
Pra expulsar no escuro!

Arranjos: Adriano e Cristian Sperandir
Violão e vocal: Adriano
 Sperandir
Teclado e vocal: Cristian
 Sperandir
Bateria: Sandro Bonatto
Contrabaixo: Giovane Fraga
Sax soprano: Diego Ferreira

A LUZ DA CORAGEM!
Classificado como: