(Carlos Catuípe e Vaine Darde)
Intérprete: Cléa Gomes
Osório – RS

Que força é essa que chega 
Na hora extrema da dor
 
E põe sorriso na lágrima
 
E veste a mágoa de flor;
Abre vertentes de sonhos
 
Na hora do sol se pôr…
E faz milagre na gente
Com a magia do amor?

De onde vem essa força, 
Com seus encantos intensos,
 
Que acende velas aos santos,
 
Faz novenas, queima incenses…
Que nos mantém — por metade
 
— Quando o adeus acena lenços
E acalanta o poema
 
Para encantar o silêncio?

Que força é essa, tamanha 
Que se traduz nos escritos…
E põe a gente de joelhos
E nos eleva ao infinito,
Que ilumina os fiéis
No alumbramento dos ritos
 
E, às vezes, beija na boca
Para salvar os aflitos?

Será que vive na flor, 
Será que brilha na luz?
 
Uns a encontram no amor,
Outros a buscam na cruz.

Arranjo, Violão e Vocal: Carlos Catuípe
Guitarra Sintetizada: Catuípe Jr.

A FORÇA
Classificado como: