Como o padre quer a reza

Como as ondas à areia

Como a fera quer a presa

Como aranha e sua teia
Como a flor tão indefesa,

se entrega ao beija-flor

quero todas tuas pétalas

tua rosa, teu ardor
Quero assim o teu querer

quero te despetalar

pelas curvas do teu corpo

me perder, me encontrar
Como o padre quer a reza

Como as ondas à areia

Como a fera quer a presa

Como aranha e sua teia
Desprender-me dos ponteiros

No teu colo me colar

ir gastando a madrugada

esquecer de despertar

 

Eu que não acreditava

adoro santo de altar

decoro reza e imploro

para o dia não chegar

A ARANHA E SUA TEIA
Classificado como: